5 Tipos de alimentos que podem te ajudar na busca pela barriga “tanquinho”.

5 Tipos de alimentos que podem te ajudar na busca pela barriga “tanquinho”.

dieta_seca-barriga_342

belly-2473_1920

Quase toda mulher sonha com aquela barriga sequinha igual das capas de revistas, não é mesmo? Independentemente de você ser uma dessas mulheres ou não eu recomendo que você leia todo esse post, por 2 motivos:

1 – Se você não se importa em ter a sonhada barriga tanquinho (o que é ótimo), você deve ao menos se preocupar com sua saúde, correto? Mais do que os benefícios físicos das dicas a seguir, existem benefícios enormes para a saúde.

2 – Se você está de fato na busca pela aquela barriga “chapada”, as dicas aqui, além de contribuírem muito para a sua saúde, irão contribuir muito nessa sua luta diária.

Bom, o fato é que não existe nenhum alimento milagroso, que só de comê-lo você irá eliminar aquela gordura indesejada do abdômen. Se você já nos acompanha ou leu algum dos nossos materiais deve saber que não acreditamos em nenhuma fórmula mágica. Acreditamos em mudanças de hábitos para uma rotina mais saudável. Acontece que um dos principais vilões que nos impedem de conquistar a barriga dos sonhos é o acumulo de gordura visceral, mas essa gordura não nos distancia simplesmente da barriga tanquinho, mas também aumenta o risco de muitas doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão, entre outras.

Imagine, através da alimentação, contribuir para a redução da gordura visceral.  Então, o que acha de além de melhorar nossa saúde, conquistar nossa tão sonhada barriga tanquinho? Pois bem, existem alguns tipos de alimentos que contribuem nesse sentido, que são:

– Alimentos de ação termogênica, que aceleram o metabolismo, tais como: pimenta (capsaicina), gengibre, canela e chás (verde, branco, amarelo e preto).

– Alimentos com baixo índice glicêmico, que liberam menos glicose e por isso contribuem para a redução da gordura. São eles: pães integrais, aveia, batata doce, mandioquinha salsa e mandioca.

– Alimentos ricos em gorduras boas, tais como: oleaginosas (castanhas, nozes e amendoim), abacate e coco.

– Frutas, como: melão, kiwi, lichia, pitaya, banana, abacaxi

– Legumes de baixa caloria e rico em fibras como o brócolis, couve-flor, pepino e couve.

É importante dizer que nós somos indivíduos e eu não posso garantir que o que funciona para um irá funcionar 100% para todos. Os alimentos têm, de fato, as características que citei ao longo do texto, porém como indivíduos temos necessidades nutricionais particulares e diferentes um do outro, por isso a importância de fazer um acompanhamento com uma profissional da área e adotar a melhor dieta para você.

P.S.: Lembrando que a prática de atividades físicas e a ingestão de água também são essenciais nesse processo!

Espero que tenham gostado do conteúdo de hoje. Deixem seus comentários e sugestões para que possamos sempre levar o melhor para você!

Beijos,

Art Mulher

//]]>